SOBRE





O blog
Criei o Quase Alice numa madrugada insana - e de insônia - quando quebrei o tornozelo e não aguentava mais assistir filme na Netflix. O que não significa que esse espaço não tenha sido planejado. Pra falar a verdade, desde os 15 anos tive vontade de entrar para o mundo dos blogs, mas sempre me autossabotei dizendo que não tinha tempo isso. Nessa noite eu tive de sobra.

Por que Quase Alice?
Apesar de amar Alice no País das Maravilhas, não foi por causa dela que dei esse nome ao blog. Sempre pensei que queria um nome fácil de memorizar. Num dia aleatório, a ideia me veio à cabeça tão nitidamente que pude vê-la materializada como aquela lâmpada que aparece em desenhos animados. Quando eu nasci, minha mãe disse que meu nome seria Alice, mas por termos outra pessoa na família com o mesmo nome, ela decidiu de última hora mudar pra Aline. E bem, meu nome foi quase Alice.

Que tipo de conteúdo eu vou encontrar por aqui?
Aqui no Quase Alice eu falarei de moda, comportamento, farei resenhas de filmes e séries, além de postar textos de minha autoria e análises metafóricas de clipes e músicas. Entretanto, todo esse conteúdo será voltado para o empoderamento feminino. Esse espaço é feito de mulher para outras mulheres, de forma que ele sirva para dar voz e representatividade para nós. Tudo isso com bom humor e com meu jeitinho peculiar de ser.

A blogueira
Como disse anteriormente, me chamo Aline e tenho 20 anos. Sou estudante de Comunicação Social com habilitação em Jornalismo e amo escrever crônicas sobre os casos, acasos e descasos da vida. Pra quem acredita em astrologia, tenho sol em Capricórnio, ascendente em Sagitário e lua em Áries (nada fácil por aqui). Sou feminista e lutar para e com as mulheres faz parte da minha essência, então isso refletirá por aqui. Sou tão apaixonada por super-heróis como sou por princesas Disney. Sempre quis ser o Ranger vermelho e nunca liguei por ele ser homem. Meu mantra é sempre pensar que as coisas vão melhorar.




  • Share: