A abertura das Olimpíadas foi das mulheres

By Aline Braga - agosto 06, 2016


Ontem a largada foi dada. Os jogos olímpicos começaram oficialmente. E apesar de todas as mazelas do nosso país, foi tudo lindo. O piso de led, as apresentações de dança, as músicas. As apresentações trouxeram a história do Brasil, mostrando e explicando toda a diversidade que temos por aqui. Mas convenhamos, as mulheres tomaram conta da apresentação.

Nos passos de dança



Depois de ser aprovada em um processo seletivo hiper concorrido, a dançarina Priscila Gonçalves de Santa Catarina incorporou o corpo do baile da abertura das Olimpíadas.

Na música



Elza Soares, Karol Conk e Mc Soffia: 3 gerações de empoderamento negro e da mulher. Uma das minhas partes preferidas da abertura.

Na entrada das delegações



Quem apresentou a delegação brasileira ao público do estágio foi a modelo trans Lea T. Ela foi a primeira transsexual a ter um papel de destaque em eventos desse tipo. Um momento lindo de diversidade e representatividade!

No esporte



Considerada uma das maiores jogadoras de basquete, Hortência surpreendeu a todos recebendo a tocha olímpica das mãos de Guga. A ex-jogadora tem duas medalhas de outro conquistadas em olimpíadas. 


Yusra Mardini fugiu da Síria nadando. Durante 3 horas e meia. Na abertura dos jogos, ela entrou junto com sua delegação de refugiados, representando a esperança de dias melhores para os seus. Ela concorrerá na modalidade 200 metros nado livre.


Menção honrosa


Impossível falar na abertura do evento sem mencionar o mais longo desfile já feito pela modelo aposentada aos 35 (seria meu sonho?), Gisele Bündchen. Ao som de garota de Ipanema, ela cruzou o Maracanã graciosamente.

E aí, qual parte da abertura foi sua preferida? Conta pra mim aí nos comentários! ;)

  • Share:

You Might Also Like

1 comentários

  1. As partes mais lindas para mim foram com certeza as que mostraram a preocupação com o meio ambiente, e o plantio de sementes.

    ResponderExcluir